Administração de Condomínios
Administração de Condomínios
Parceiros
Você está em:

Notícia



Certificação digital garante segurança em transações virtuais


Tecnologia

Da Redação do Licitamais: Realizar uma transação comercial, uma assembleia de condomínio, ou mesmo assinar um contrato, por meio da internet, já é uma realidade. Os documentos digitais são cada vez mais comuns e possuem a mesma autenticidade de um documento registrado em cartório.

Tudo isso é possível por meio da certificação digital. Ela funciona como uma carteira de identidade eletrônica, para permitir que uma transação online seja feita de maneira segura, pois as partes envolvidas precisam estar credenciadas para a comprovação das identidades.

Em palestra realizada recentemente pela OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil), Vítor Hugo de Freitas, membro do CGI (Comissão Gestor da Internet no Brasil), destacou a pesquisa realizada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) sobre a desmaterialização do papel. Segundo o estudo, o papel não vai mais ser utilizado como meio de representação de documentos, em breve. “O documento digital ocupa menos espaço, não se desfaz com o tempo e sempre vai ser original. O sistema bancário, por exemplo, já faz todas as transações digitalmente”, reforça o advogado.

Segundo Freitas, as transações online estão sujeitas a riscos, assim como as realizadas em cartório, por isso a certificação digital é imprescindível. “Para uma certificação digital ter validade, ela precisa preencher três requisitos: autenticidade, confidencialidade e integridade. Além disso, o documento assinado por meio de um certificado digital é garantido pelo Governo Federal”, explica. O advogado acrescenta que os tabelionatos podem vender o certificado digital, mas o responsável pelo documento é o Governo.

Para Carlos Henrique Cêra, da Superlógica, empresa especializada em softwares para condomínios, a certificação digital fornece mais segurança e reduz o tempo da correria do dia-a-dia. “Um bom exemplo disso é a Assembleia Virtual , ferramenta que permite às pessoas participarem das decisões do condomínio por meio da internet e de maneira segura e confiável”.

Como funciona um certificado digital?
O certificado digital pode ser adquirido, tanto por pessoas jurídicas quanto por pessoas físicas, em qualquer tabelionato que possua uma certificadora digital. Ele é representado por um chip e dentro dele está um par de chaves criptografadas, sendo que uma chave é pública e a outra é privada.

A chave privada é utilizada para decodificar o documento e a chave pública deve ser divulgada para todos que forem abrir o documento. “Um indivíduo pode levar até 50 anos para quebrar um desses códigos. Além disso, se o documento for violado durante a transação, o sistema de segurança do certificado gera um hash (sequência de bits) indicando o ocorrido ao próximo usuário”, completa Freitas.

Certificação digital
O Certificado Digital é um documento eletrônico que contém dados sobre a pessoa ou empresa que o utiliza para comprovação mútua de autenticidade. Funciona como uma carteira de identidade eletrônica, permitindo que uma transação realizada via internet torne-se perfeitamente segura, já que as partes envolvidas deverão apresentar mutuamente suas credenciais, comprovando as suas identidades.

Através dela o usuário tem a opção de utilizar a assinatura digital, permitindo a troca de documentos, com autenticação, sigilo e integridade de conteúdo. Assim, os documentos que trafegam eletronicamente, para possuírem reconhecimento legal, não mais precisam ser convertidos em papel e assinados.

Um serviço que coloca qualidade, compromisso social e modernidade em benefício de todos. Para acabar com a distância física, evitar fraudes, falsificações e possibilitar que um maior número de serviços eletrônicos sejam realizados com absoluta segurança.


Fonte: Licita Mais
Compartilhar: Compartilhe no Facebook Compartilhar no Twitter


Voltar